Padrões

Updated: May 5, 2021

Existem padrões onde quer que se olhe: no mundo, mas também em nós.


 

Escrevi este poema a 20 de Dezembro de 2020. No caminho para a estação de comboios, vi uma masca cirúrgica azul descartada no chão, ao pé de uma passadeira - sinais dos nossos tempos de COVID-19.


Foi isso que deu o mote ao poema, que acabei por escrever no telemóvel, sentado comboio para casa.

 

Texto por Francisco Alexandre Pires

Design e ilustração por Inês Gomes

© Francisco Alexandre Pires

42 views0 comments

Recent Posts

See All